Forças para a jornada


"Bendito o Senhor, que de dia em dia, nos cumula de benefícios"
(Salmo 68:19)

             Você já pensou em como é a dimensão espiritual? Como acontece a guerra nas regiões celestes? Na Bíblia Sagrada, há a história de um homem mui amado, Daniel, que orava três vezes ao dia e freqüentemente se rendia aos pés de Deus com jejuns, orações e quebrantamento de coração. Certa vez, ele recebeu a visita de Gabriel, o mensageiro de Deus. Esse anjo disse a Daniel que desde o primeiro momento de sua busca com jejuns e oração, a entrega da resposta foi determinada por Deus, porém uma potestade maligna o reteve nos ares por 21 dias. Mas as orações de Daniel inundaram o espaço sideral, a ponto de Miguel, o arcanjo de guerra, descer em socorro de Gabriel. Que dinamismo é o mundo espiritual, e como nós não temos acesso a ele! Mas a falta de visão desta guerra é propósito de Deus, para que possamos suportar o dia a dia. E para esse vai e vem de nossa vida, o Senhor nos cumula de benefícios, enviando seus anjos mensageiros e guerreiros para nos livrar das ciladas do adversário de nossa alma. Esse benefício é diário, como escreve o salmista.

             Ao caminhar com o Senhor em liberdade, caminhamos na luz e não temos o que esconder, mas desfrutar dos benefícios e das bênçãos de Deus não elimina o fardo que carregamos em decorrência da perversidade do mundo. Paulo, quando escreve aos irmãos de Éfeso, deixa claro que as forças tenebrosas da maldade habitam a região celeste e é necessário que estejamos revestidos da força do Senhor e de seu poder, além de vestirmos as armaduras para vencermos o dia mal. A amadura é a Palavra de Deus (Espada do Espírito), o Evangelho da Paz, a Couraça da Justiça, o cinto da Verdade (Jesus), o Capacete da Salvação, que trazemos para nosso ser mediante a oração e o jejum. Dessa forma, os benefícios do Senhor chegam até a nossa tenda, que deve ser alargada, bem fincada com a alegria que excede todo entendimento.

             Daniel tinha um coração quebrantado, orava pedindo a Deus perdão por seus pecados e pelos da nação de Israel. Ele sabia que a iniqüidade fazia separação entre Deus e seu povo, levando a uma brecha para as hostes das trevas entrarem em ação contra a humanidade. O coração de uma pessoa para ser abençoado deve ser quebrantado. O apóstolo Paulo chorou pelas almas perdidas (Rm 9:13) e também por aqueles que se diziam cristãos, porém estavam vivendo em função do mundo e da carne (Fp 3:17); Jeremias chorou pelo pecado de uma nação prestes a ser destruída (Jr 9), Jesus chorou por Jerusalém, pois seu povo o havia rejeitado (Lc 19:41). O maior sinal de quebrantamento é quando glorificamos ao Senhor depois de cada vitória, e mesmo antes dela, pois é o momento de guerra nas regiões celestes e precisamos de armas poderosas para desfazer sofismas e quebrar fortalezas.

"Porque os cavalos de Faraó, com os seus carros e os seus cavalarianos entraram no mar, e o Senhor fez tornar sobre eles as águas do mar; mas os filhos de Israel passaram a pé enxuto pelo meio do mar."
(Ex.15.19)

             Esse Deus que destruiu os inimigos do povo hebreu, escolhido de Deus, é o Senhor soberano que nos cumula de benefícios dia a dia e joga por terra os inimigos que nos atormentam. Os nossos inimigos não são seres humanos, mas potestades, principados, forças espirituais do mal. E para a vitória, louvemos ao Senhor, busquemos sua face, pois a glória e a maravilhado do reino espiritual de Deus devem ser proclamadas em todas as nações, por todos os povos e em todas as casas (Dn 4:3), a fim de que possamos trazer até nosso ser a presença do Todo Poderoso.

Por Auxilandia, serva de Deus, pastora em Cristo.

3 - Abril - 2009       

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|