Você foi criado para a glória dEle
 
"Quem pode referir as obras poderosas do Senhor?
Quem anunciará os seus louvores?"
(salmo 106:2)

        Quantas vezes já nos deparamos com o questionamento acerca da existência da humanidade? Qual o propósito da criação do homem? Os humanos foram criados por Deus como seres separados, e não foi adaptação de nada que já existia, mas obra das mãos do próprio criador. Por possuir o atributo da eternidade, e por ser o Primeiro e o Último (o Alfa e o ômega), Deus fez tudo a partir do nada, sem uso de material preexistente. O homem, criado depois que os fundamentos da terra foram lançados, ingressou na criação como coroa para anunciar os louvores ao criador. Quando Deus dá existência à realidade, ele traz um propósito que é revelado em toda Escritura Sagrada: toda criação glorifica a Deus ao executar a sua vontade.

       O salmo 106 nos leva a refletir na seguinte questão: Quem pode referir as obras poderosas do Senhor? Ou, em outra versão, Quem saberá contar os poderosos feitos do Senhor? Se a criação inanimada glorifica a Deus, conforme relata o Salmo 19, quanto mais o homem, criado para louvor de sua glória!!!! Eu e você temos a obrigação de anunciar seus louvores aos quatro cantos da terra! Paulo escreveu que pesava sobre ele a obrigação de anunciar as boas novas. Onde pisar a planta de nosso pé, aí deverá haver glórias, honras e louvores àquele que vive eternamente! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, que na função de cada um trouxe à existência aquilo que não havia. Embora a criação provenha do Pai, o trabalho foi feito por intermédio do Filho e pelo Espírito Santo. A criação é obra do Deus Triúno e a ele ( Deus Pai, Filho e Espírito Santo) devemos tributar honras.

       Apesar dos pecados cruéis dos homens, a graça sustentadora de Deus excede todas as expectativas. Deus continua preservando a criação e guardando um remanescente fiel para o desfecho da vitória final. Jesus virá em grande poder e glória buscar a noiva ataviada, sem rugas, sem máculas. E este momento será o ápice do louvor e da glória do Filho que padeceu e se tornou fonte de salvação para todos os que crerem em seu nome. Neste glorioso dia, Deus "cumprirá sua boa palavra que proferiu a respeito da terra de Judá, naqueles dias Jerusalém será salva e andará segura." (Jeremias 33:16). O perdão é uma arma poderosa para glorificarmos a Deus. Quando nos arrependemos e recebemos remissão de nossos pecados, o Filho é glorificado, pois sua morte de cruz trouxe reconciliação com a humanidade caída; o Pai, da mesma forma, é glorificado porque ele buscou reconciliação por meio de seu Filho, e o Espírito recebe louvores, já que convence o mundo do pecado.

       Andemos na Luz como Jesus andou. Essa é a forma mais sublime de glorificar e anunciar seus louvores ao mundo perdido, que é objeto do amor do Pai. Executemos as obras que Jesus ordenou, pois "somos feitura dele, criados para as boas obras que ele de antemão preparou para que andássemos nelas". Obedeçamos a sua voz, porquanto é dessa maneira que a glória transcende o físico e adentra o céu dos céus, onde habita aquele que tem o domínio da criação em suas mãos.

       "Bem aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, cuja esperança está no Senhor, seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e mantém para sempre a sua fidelidade." (Salmo 146:5).

       Anuncie com sua atitude prática os louvores a Deus, "pois sua fidelidade vai para além das nuvens e sua misericórdia para além do céu dos céus."

Por Auxilandia, serva de Deus, pastora em Cristo.

21 - Abril - 2009       

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|