Você agrega valores ao reino de Deus
 
"Porque, se de todo te calares agora, de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para conjuntura como esta é que foste elevada a rainha?"
(Ester 4:14)

         Você já se deparou com uma situação em que havia condições de ajudar alguém e não fez? Tiago nos ensina que pecamos quando podemos realizar o bem e deixamos de fazer. O livro de Ester transmite ao cristão a idéia de que Deus não tolera a hostilidade e a falta de misericórdia. Mesmo que o livro não faça referência explícita a Deus, a proclamação da fé na proteção divina para o povo judeu fica evidenciada a partir dos jejuns, choro e lamentos, inclusive da rainha Ester.

         Assim como na tentativa de extermínio do povo judeu narrado em Ester, que entendemos não como mera hostilidade, mas como ódio contra o povo de Deus, com origem satânica para derrotar o propósito redentor, os cristãos são objeto do ódio e da perseguição do mundo (João 15:18), e como ocorreu livramento para Ester e seu povo, a vitória é certa para os que confiam no Senhor. Há, sempre, um remanescente fiel sendo poupado para a preservação do projeto de salvação guardado em silêncio nos tempos eternos e manifestado ao mundo na plenitude dos tempos com a vinda do messias.

         A firme fé na providência de Deus foi expressa por Mordecai, quando ele avisa a Ester que sua ascensão ao trono foi um ato da mesma providência divina e, portanto, a esperança de escape estaria morta, caso não houvesse uma intervenção, por ela, junto ao rei Assuero. Deus nos coloca em posição de destaque para agregarmos valor ao seu reino. O Todo-Poderoso utiliza-se dos meios que desejar e quem se nega a ser instrumento nas mãos dele perece, juntamente com sua casa. Esse é o significado mais profundo da história de Ester. Você está numa determinada posição e recebeu bênçãos do doador das boas dádivas para compartilhar e semear, mesmo diante de incertezas. Ester arriscou a própria vida ao adentrar o palácio sem ser chamada pelo rei com a única certeza de que não poderia se calar diante da situação de vida ou morte de seu povo. Ela precisava fazer algo, se não morreria também. Eu e você precisamos fazer algo o tempo todo pelo reino de Deus. Fazer a obra de Deus é mais que anunciar que Jesus salva. É se deixar levar pelo vento do Espírito que muitas vezes nos impele a arriscar a nossa própria vida, com perdas de bens materiais, todavia com poupança nos depósitos eternos, cujos tesouros jamais são roubados, nem passam pelo processo de ferrugem.

Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus
(II Tm 2)


         Para buscarmos força e sermos bênção na vida do próximo, basta a graça do Pai redentor e salvador. As coincidências do livro de Ester são as impressões digitais das mãos de Deus em ação. Só precisamos abrir a boca como Isaías: "Eis-me aqui, envia-me a mim". Para registro na história do livramento dos judeus, foi criada a festa do Purim, uma celebração agitada, repleta de alegria e ânimos exaltados, em que se suspendem as convenções comuns de decoro e compostura, dando-se pela vazão a um espírito de sátira e diversão. Primeiro, a luta, a batalha; depois, a grande festa. A alegria, em colher os frutos da bondade, não têm comparação com a glória que há de vir, no grande dia em que a recompensa virá. "Então, os que temiam ao SENHOR falavam uns aos outros; o SENHOR atentava e ouvia; havia um memorial escrito diante dele para os que temem ao SENHOR e para os que se lembram do seu nome" (Malaquias 3:16).

         Não hesite em fazer o bem quando está em suas mãos o poder para fazê-lo.
Há recompensa, há tesouros no céu, e o "sol da justiça nascerá trazendo salvação nas suas asas." E o dia do banquete tem hora e data marcada na agenda eterna daquele que tem a história da sua vida gravada na palma das mãos. Não se canse de fazer o bem, porque em seu tempo colherá os frutos.
(Conselho do apóstolo Paulo).

Por Auxilandia, serva de Deus, pastora em Cristo.

29 - Abril - 2009       

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|