Tomou-a pela mão e lhe disse: "Talita cumi!", que significa "menina, eu lhe ordeno, levante-se!".

(Mc 5:41)

 

“Ó Deus, tu és o meu Deus, eu te busco intensamente; a minha alma tem sede de ti! Todo o meu ser anseia por ti, numa terra seca, exausta e sem água. Quero contemplar-te no santuário e avistar o teu poder e a tua glória.O teu amor é melhor do que a vida! Por isso os meus lábios te exaltarão.Eu te bendirei enquanto viver, e em teu nome levantarei as minhas mãos .A minha alma ficará satisfeita como de rico banquete; com lábios jubilosos a minha boca te louvará. Quando me deito lembro-me de ti; penso em ti durante as vigílias da noite. Porque és a minha ajuda, canto de alegria à sombra das tuas asas. A minha alma apega-se a ti; a tua mão direita me sustém.”

(Sl 63: 1-8)

            Quem lê este poema tem a impressão de que o salmista estava vivendo às margens da tranquilidade. Não estava. Seu interior fervia ao ponto de abrir mão da vida em troca do amor de Deus representado pela sombra de asas protetoras. Davi comparou a proteção divina com a devoção materna sacrificial da ave selvagem conhecida como tetraz que chama e agrupa seus filhotes sob as asas e os cobre totalmente para livrá-los do perigo.

 Eis o pulo do gato para Davi: em época de tribulação, buscava, em seu leito, a excelsa proteção divina. E conseguia caminhar pela vida, levantando mãos que pontuavam seu coração adorador.

Quantas situações são capazes de retirar a força para seguir jornada na vida?

Muitas.

Caminhar vem do grego “dierchomai” e significa “ir através de ou passar por, atravessar.”  Caminho deriva desse verbo e metaforicamente indica “um curso de conduta ou maneira de pensar.”

Como anda nossa caminhada em busca da força necessária para enfrentar adversidades?

 

Jesus soube que uma menina havia falecido. O pai dela foi ao encontro daquele que podia soprar o vento que a traria de volta à vida. Ao chegar, com algumas instruções simples, como deixar apenas algumas pessoas no local em que a menina estava, o mestre da vida profetiza: “menina, eu lhe ordeno, levante-se!”

Suficiente foi o poder da palavra. Mas esse poder não veio sem mais nem menos. Apareceu como resultado de uma busca constante pela comunhão com o Pai celeste.  Mesmo sabendo de sua condição como Filho de Deus, não vacilou. Caminhou  pela vida terrena embaixo das asas do Altíssimo. Como meio de acesso a essa proteção, desenvolveu o hábito de  orar, jejuar e obedecer estritamente à vontade soberana de quem lhe enviou.

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel. Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio. No Altíssimo fizeste a tua habitação. Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.” (Sl 91:1-11)

A ordem é para levantar. Caminhar e não olhar para trás. A conclusão de um projeto se faz com o cumprimento de cada etapa. E só quem conclui algo é que sabe o paradoxo vivido. Momentos de dores, de alegria. De esperança, de falta de fé. E é nessa dança que se anda na vida para a vida eterna.

 Assim como a alma do salmista se apegava a Deus, e perseverava em avançar na jornada vital, devemos, sempre, lembrar da ordem de Jesus: Levante-se!

É necessário energia que vem de Deus para caminhar na vida.

 

Por Auxilandia, pastora em Cristo.

03 - 08 - 2011     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|