Porque assim diz o Senhor: Buscai-me e vivei. (Am 5:4)

 

            Amós recebeu chamado profético no Séc. VIII a.C para entregar mensagem de Deus ao Reino do Norte de Israel. Era um pastor de ovelhas e colhedor de sicômoros, mas não fechou a sua boca.

Anunciou com palavras poéticas e metafóricas  a transgressão do povo. Israel havia deixado de buscar ao Senhor. E ainda matou inocentes nos altares como oferenda a Moloque.

Em resposta a atos cruéis como o sacrifício de crianças e guerras entre irmãos, profetas foram enviados para lembrar aos transgressores que a busca no Deus de amor resultava em vida e paz, e não morte e desunião.

Mas não somente o ato cruel nas adorações pagãs provocou indignação na eternidade e no coração dos justos. Amós proclamou muito mais que isso:

Por três transgressões de Tiro e por quatro, não sustarei o castigo, porque perseguiu seu irmão à espada e baniu toda misericórdia, e sua ira não cessou de despedaçar. ( Am 1:11)

Deus deixa claro que de todas as famílias da terra, Israel era o escolhido para reflexo da glória de Deus (Am. 3:2). Entretanto, trocou o papel de semeador da Palavra que dá vida pela rejeição da lei do Senhor. E o resultado foi claro:

De nada valerá a fuga ao ágil; o forte não usará a sua força, nem o valente salvará a sua vida. (Am 2:15)

 

O juiz de toda terra expôs ao homem que o céu domina com benevolência e a força humana se desfaz diante do juízo divino. Era preciso conversão. E rápido, porque a longanimidade de Deus tem um limite. A salvação transcende a qualquer prazer terreno e esse é o foco do criador. Resgatar vidas, inclusive a de infratores, é meta do Deus que veio para salvar e não destruir. Jesus revelou que há festa no céu quando um pecador se converte.

Por essa razão, o papel dos parceiros de Deus é sempre buscar o encontro com a paz e repreender as castas malignas que retiram o entendimento espiritual.

Portanto, o que for prudente guardará, então, silêncio, porque é tempo mau. (Am 5:13)

 

Aguardar no Senhor é a solução quando o cenário de hostilidade e perseguição pontua o viver. E em silêncio.  É Deus quem fecha a boca do que anuncia falsidade.  Porém, o agir divino não vem automaticamente. É preciso buscar. É preciso orar, clamar, adorar, lutar com armas da bondade.

 

Buscai o bem e não o mal, para que vivais; e assim o Senhor, o Deus dos Exércitos, estará convosco. ( Am. 5:14)

 

Para se manter em contínua atividade, é necessário vida. E quem não deseja viver? O extinto de sobrevivência está em todo ser que respira.

O bem sempre será o alimento para os que desejam manter-se na dimensão da alegria, esperança e saúde. Para os que já experimentaram a chegada do reino dos céus.

Pois não foi por sua espada que possuíram a terra, nem foi o seu braço que lhes deu vitória, a sim a tua destra, ó Senhor, e o teu braço, e o fulgor do teu rosto, porque te agradaste deles. (Sl 44: 3)

            Encontrar-se com Deus é agradar-se nele e ter desejos do coração realizados. E o próprio Senhor se levantará para garantir a vitória.

Por Auxilandia, pastora em Cristo, serva de Deus.

08 - 02 - 2012     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|