E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, a cada uma de vossas necessidades.

(Cl 1:19)

 

            Diante de inquietações de seus discípulos, Jesus proferiu palavras poéticas para explicar o cuidado de Deus com a criação:

Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros, e vosso Pai celestial as alimenta; não valeis vós muito mais do que elas? Qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um cúbito à sua estatura? Por que andais ansiosos pelo que haveis de vestir? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam, contudo vos digo que nem Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Se Deus, pois, assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?” (Mt 6:26)

            Duro discurso do Filho de Deus! Mas serviu para que seus seguidores dessem pausa nas preocupações cotidianas e elevassem a visão ao céu. Também deveriam olhar para a terra. Em especial, para um jardim, onde cresciam os lírios do campo. Um exercício que traria esperança no Deus que supre necessidades.

            É fácil, teoricamente, administrar as inquietudes que aceleram o coração. Na prática, a dose exata do controle da ansiedade não acontece como um toque de mágica. É preciso exercitar o pensamento para absorver o valor da Palavra que flui do trono da graça. É preciso parar um pouco, de vez em quando. Observar a natureza, tirar conclusões do valor da imensidão do céu e da extensão da terra traz à memória a existência de um Deus que está acima de nossos problemas.

            A palavra suprir origina-se  do grego choregeo e significou, entre os antigos gregos, conduzir um coro ou dança de palco. Mais tarde obteve sentido de  prover abundantemente”.

Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, e pão para comer, também dará e multiplicará a vossa sementeira, e aumentará os frutos da vossa justiça. (2 Co 9:10)

Não existe fórmula certa ou errada para buscar consolo no Deus provedor.

Cultivar semente da fé é tarefa que deve pontuar a vida de todo ser humano, independentemente da posição social ou da quantidade de bens que possui.

Em todo tempo, a humanidade necessita de provisão. A maior falta abrange o nível da alma.

Tristezas, angústias, preocupações, ansiedades. A lista nunca será esgotada. A cada dia o homem é chamado para combater as setas malignas que são lançadas com a finalidade de destruir sonhos.

E quando a enfermidade encontra porta aberta e invade o corpo físico? No instante da descoberta, a alma adoece tmbém. A provisão divina deve ser buscada constantemente, tanto para recursos materiais quanto emocionais.

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. (Fl 4:6)

Paulo descobriu o segredo de conviver com incertezas. E ainda ensinou aos filipenses a inundarem o céu com pedidos.

Falar com Deus provê alívio às  dores da alma.

Mesmo que palavras não saiam da boca, o gemido toca o coração de Deus.

A lógica humana não permite encontrar meios de orar, jejuar, ler a Palavra e participar de cultos de adoração em momentos de preocupação. Exatamente em meio às turbulências, a espada é requerida. A luta para vencer os desafios começa no pensamento.  É preciso deixar de lado os questionamentos e partir para ação. Agir em prol da busca do socorro divino é ferramenta para abandonar as preocupações.

Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. (Js 1:9)

Prosperar não é somente possuir riquezas materiais.  No conceito bíblico, vai além de se ter. Adentra a dimensão da posse de paz, alegria, tranquilidade, mansidão, esperança.

Prosperidade vem do grego euporia e significa “ser bem provido”.  A graça de Deus é a maior provisão que a humanidade pode obter.

Por Auxilandia, pastora em Cristo, serva de Deus.

 

23 - 05 - 2012     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|