Nenhuma promessa falhou de todas as boas palavras que o Senhor falara à casa de Israel; tudo se cumpriu. (Js 21:45)

           

Promessa proferida da boca de Deus se cumpre. Podem passar o céu e a terra, o mar e as montanhas. Quando menos se espera, a realização  chega com cara de boas novas.

            Empreendimento para fazer ou dar algo, anunciar, proclamar, prometer são ideias que definem bem a palavra promessa.

            Deus havia firmado uma promessa com Abraão séculos antes de Josué reunir o povo israelita e narrar os feitos divinos, desde a saída do Egito até a entrada na terra prometida.

A base do juramento divino foi posse de uma boa terra, que manasse leite e mel. Mas, no momento da proclamação da coisa prometida, foi dito, também, que, durante quatrocentos anos, a descendência do pai da fé permaneceria no Egito.

Muitos desses anos seriam regados a cativeiro, escravidão e sofrimento. Depois disso, triunfaria sobre Faraó e sairia em grande manifestação da glória do Deus de Israel.

Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim.

(2 Co 1.20)

Promessa e cumprimento ocupou lugar de destaque na história israelense. Fé constituiu-se em um dos ingredientes que, adicionado à obediência, resultou na conquista da terra.

O Senhor é a porção da minha herança e o meu cálice; tu és o arrimo da minha sorte. ( Sl 16.5)

         O conceito de herança para Israel transcende ao significado da repartição da terra prometida e vai além. Adentra o entendimento de que o próprio Deus é a herança do seu povo.

E o Senhor lhe deu repouso em redor, conforme tudo quanto jurara a seus pais. (Js. 21.44)

O reino de paz de Jesus é o cumprimento da promessa de descanso ao Israel de Deus. Ele é a realização da promessa na nova aliança, firmada com precioso sangue remidor.

            E assim como Israel se viu diante do desafio de demonstrar sua fidelidade nas atividades corriqueiras da vida cotidiana, o cristão, hoje, deve descansar nos braços de Jesus. Para isso, deve incutir no coração a responsabilidade de seguir os ensinamentos de Cristo.

O insondável amor de Deus não permite que seus mistérios sejam questionados. Sua palavra é velada e cumprida.

Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de  que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas , e é verdadeira, permanecei nele, como também ele vos ensinou. ( 1 Jo 2.27)

É com a unção do próprio Cristo que os feitos do Senhor são percebidos. Pois grandes coisas são manifestas, dia após dia,  na vida dos que firmam aliança e seguem pelo estreito caminho da salvação.

O fiel olha para além das circunstâncias e aguarda a promessa ser cumprida. Toma posse da unção de Deus em Jesus Cristo, por meio do Espírito Santo, e transcende às adversidades, firmado na fidelidade divina que não depende da infidelidade humana.

Mas eu sou o Senhor, teu Deus, desde a terra do Egito; eu ainda te farei habitar em tendas, como nos dias da festa. (Os. 12.9).

Habitar em tendas para Israel era sinônimo de festa das colheitas. Um ato profético determinado por Deus para viver nos ambientes das bênçãos recebidas. Essa promessa se estende ao cristão que imprime em seu pensamento a fé necessária ao recebimento de promessas. E tudo se cumpre.

Por Auxilanda, pastora em Cristo, serva de Deus.

06 - 03 - 2013     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|