Eu sou o caminho, a verdade e a vida. (Jo 14.6)

            Caminho vem do grego hodos e denota a ideia de estrada, rumo natural. Metaforicamente, quer dizer a maneira de pensar, de agir.

            O dia da morte expiatória de Cristo estava tão próximo que Jesus resolveu, em seu íntimo, consolar os discípulos. Era tarefa que estava além da compreensão de qualquer mortal entender o que se passaria na via crucis. Entretanto, o Salvador não somente lançou palavras de conforto, mas aproveitou a ocasião para expressar o código de conduta que agrada o coração de Deus, que toca a eternidade e faz o céu descer na terra. Ou seja, mostrou o que é o reino dos céus chegado até à humanidade.

            Porque João veio a vós outros no caminho da Justiça (Mt 21.32)

            Que justiça é essa, que João, pela graça divina, veio à humanidade?

Justiça que procede de Jesus, que indica a retidão no padrão de Deus, e não de homens. Jesus perdoou pecados, realizou curas milagrosas, alimentou a parte física e espiritual do povo, se comoveu, apontou o caminho a ser seguido nesta terra. João Batista veio como o mensageiro para ensinar o processo de conversão do coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais, e indicar a justiça que conduz à paz. Nem todos absorvem o eterno ensinamento. Mas há um remanescente fiel que sempre apresenta olhar atento. E lança a semente da justiça que impede a maldade de se alojar e causar destruições dominadoras.

            Verdade vem do grego alethes e quer dizer não oculto, manifesto. É a essência manifesta de um assunto. Denota ideia de genuíno, sincero, real, ideal. No caráter, é lidar fielmente com alguém.

            Jesus, a verdade única para o padrão ético de geração a geração, afirmou não meramente verbal, mas na prática, que o tabernáculo espiritual de cada um deve conter a fidelidade em Deus, bem como a retidão, a sinceridade de uns para com os outros, pois é a verdade praticada com o semelhante que indica a verdade vinda do Pai.

Pela fé, Raab, a meretriz, não foi destruída com os desobedientes, porque acolheu com paz aos espias. (Hb. 11.31)

            A história bíblica relata que Raab disse aos perseguidores dos espias israelitas que eles haviam saído por certo caminho. Eles estavam escondidos na casa da meretriz e, somente dessa forma, foram salvos e puderam retornar para conquista da cidade. Aí vem a clássica pergunta baseada no código de ética humano: Raab mentiu? Não falou a verdade? Não deveria, em qualquer circunstância, refletir o que é genuíno? O escritor de Hebreus garante que Raabe não mentiu, todavia agiu com fé, usou estratégias para livrar o povo israelita dos inimigos porque conhecia o Deus de Israel, que era poderoso em batalha. Por isso, agiu estrategicamente ao esconder os espias. Agiu na verdade de Deus.

Verdade é tudo que é contrário à destruição do bem. É a realização de  algo em busca da vontade soberana do Pai. É está em sintonia com a eternidade e implantar o reino celeste na terra. É agir em Jesus, simplesmente.

            Jesus não apedrejou a mulher adúltera, firmado na lei dos judeus. O alicerce dele, para perdoar a mulher e lhe enviar em paz para seguir o caminho que ele mostrou a ela, foi o amor cheio de graça e de plenitude do agir divino. Não descumpriu a lei, mas encontrou um meio alternativo de valer a verdade de seu Pai. Assim, reconstruiu a vida da mulher e não promoveu destruição. Encontrar meios em Cristo para fugir dos laços do passarinheiro não é mentir. É tomar posse da inteligência espiritual selada no coração de cada um pelo Santo Espírito.

            Vida vem do grego zoe e significa possessão comum de todos animais e homens. Aurélio traduz como “conjunto de propriedades e qualidades graças às quais animais e plantas se mantém em contínua atividade; existência”. Vem, também, do grego bios e denota o modo de vida, a vida com relação à sua conduta moral. Por isso Jesus é a vida, é o modelo, o referencial a ser seguido para qualquer código de conduta moral.

Por Auxilandia Pementa, pastora em Cristo.


26 - 06 - 2013     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|