Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo.
(Atos 1.8)

 

            Poder vem do grego dunamai e significa ser capaz, quer por habilidade pessoal, permissão ou oportunidade.

            O poder fascina, muda pessoas, e contribui para o bem ou para o mal.

O livro de Atos relata a obra do Espírito Santo na igreja e por meio dela.  Jesus, antes de ser elevado às alturas, explicou aos discípulos, e a todos que se faziam presentes, em resposta ao questionamento sobre o tempo em que o reino de Israel seria restaurado, que a principal preocupação era em receber poder. Não um poder terreno, que emanasse de autoridades governamentais. Mas um poder da ação divina, sobremodo excelente, que descesse em forma de curas, milagres, transformação de corações, salvação. Tudo para que o reino celeste fosse implantado na terra e os poderes da maldade aniquilados.

Segundo a eficácia de seu poder, o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o assentar à direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir, não só no presente século, mas também no vindouro. (Ef. 1.19)

A pergunta prática, então, vem pontuar o pensamento: O que fazer para ter esse poder? Afinal, quem não quer ser curado, ter uma vida próspera? Todos querem vida em abundância. A imagem e semelhança de Deus estão no coração humano. E é normal querer o que é bom para si e para os seus.

O evangelista Lucas registra a fala importante do Filho de Deus, no momento em que este estava para  se assentar na morada eterna: Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo.

Como saber se o Espírito Santo já foi recebido? Lucas responde que o arrependimento, simplesmente, é suficiente para encher o coração da presença poderosa do vento que sopra onde quer, como quer.

A fonte da capacidade para atuar no campo espiritual é o Espírito Santo, que jorra benefícios eternos na vida terrena.

Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. (Atos 2.38)

            Há dias tenebrosos, em que a angústia, a desesperança, a dor física ou emocional pontua o viver. A falta de recursos, que paralisa o ser humano diante de ações que devem ser realizadas e subtrai a fé no poder que desce do alto, tem seus dias contados quando o Espírito Santo é invocado.

Porque as armas de nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo. (2 Co 10.4)

Ser dotado de poder espiritual é transcender aos problemas do dia a dia com a certeza de que Deus está no controle de tudo. Ele provê os cuidados de que necessita a alma.

Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força de seu poder. (Ef 6.10)

Nos detalhes práticos da vida, como visualizar a força do Senhor? Puramente emitindo palavras que se transformam em boas ações: Eu posso tudo naquele que me fortalece, o Senhor é minha luz, por isso não temerei; Ele é meu escudo, meu refúgio, minha cidade forte, meu esconderijo nos momentos de perigo. Ele vai me ajudar, sim, ele é meu Pai Celestial, e não deixará que eu me perca em meio às adversidades que me sufocam. O Senhor é quem ilumina meu ser. Ele é meu tudo.

Por Auxilandia Pementa, pastora em Cristo.

10 - 07 - 2013     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|