Até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto; então o deserto se tornará em pomar, e o pomar será tido por bosque. (Is.32.15)

                        Da morado do alto, da Casa Paterna é que vem o socorro nos tempos de deserto. Vem pela infusão do Espírito do vivo Deus. A paz de Deus haverá para os que a procuram, somente. E essa procura não nasce no coração automaticamente como um clique em um atalho de um programa de computador. É preciso disciplina, porque o reino dos céus se toma por esforço. Deve haver clamor.

Senhor, tem misericórdia de nós; em ti temos esperado; sê tu o nosso braço manhã após manhã e a nossa salvação no tempo da angústia.

(Is. 33.12)

            Clamor pelos perdidos. Clamor por misericórdia nos tempos de angústia se torna a essência da transformação das mentes que se perdem diante das correntes espirituais da maldade que impera sobre o mundo, que jaz no maligno.

Somente a oração quebra as algemas espirituais que tumultuam as questões naturais.

O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre. (Is. 32.17)

            As comunidades são afetadas pela presença da paz ou falta dela. Daí a importância de semear valores dentro dos ambientes de retidão e justiça para que o repouso e a segurança sejam garantidos. Para viver nos ambientes da paz, é necessário fazer escolhas. Escolher ajudar os necessitados que estão diante de cada olhar e cujo poder de auxílio lhe foi imputado é espalhar sementes de retidão. E colher união, descanso, conforto.

            A realidade afetiva de cada família, comunidade ou cidade depende da paz que reina interna e externamente. E a paz não é buscada com uma simples palavra ou singelo gesto. É a consequência de atitudes de misericórdia e de doação de si mesmo.

Ser rico para com Deus é semear a paz.

O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal. (Lc 6.45)

              Mau é definido por Aurélio como tudo que é contrário à razão, à justiça, à virtude. Bem é austeridade, moral, virtude, felicidade, ventura, favor, benefício. Bem vem do grego Kalos  e remete a ideia de tudo que é feito corretamente.

            A Bíblia deixa claro que há no mundo pessoas boas e más. E o contexto da revelação divina nas Santas Escrituras afirma que as boas sãos as que buscam iluminação do Espírito Santo e se comportam debaixo das ordens de Deus. As más são as que fazem aliança com as trevas e invocam a maldade. São as que rejeitam o sangue remidor de Jesus Cristo.

O coração é a sede simbólica dos sentimentos, do pensamento. Por isso, todo cuidado com o que é cultivado no coração é pouco. Tudo que ocupar o pensamento deve refletir o que é bom, perfeito e agradável aos olhos de Deus.

Os que esperam no Senhor renovam as suas forças. (Is 40.31)

Isaías afirma que somente é possível continuar a caminhada na vida com o derramar do Espírito.

Para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente entendam que a mão do Senhor fez isso. (Is 41.20)

            É a boa mão do Senhor que sustenta o cansado, dá vigor e sabedoria. Aquele que pensa fazer tudo com o conhecimento de si mesmo é como a palha que o vento impele e arrasta. Tudo que se é, tudo que se tem, ou que se faz provém de Jesus, o Filho e herdeiro do trono eterno.

 E tudo que Deus criou é bom. É paz, é justiça, é  transformação do mal em bem para os que buscam a retidão. É conversão dos maus para o reino da bondade.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

06 - 11 - 2013     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|