Sob a tua palavra lançarei as redes. (Lc 5.5)

Progredir é marchar para frente. É avançar. Entretanto, não se vai adiante sem seguir regras. Ordem vem do grego taxis e traduz a ideia de  arrumação, organização, disposição, ordenação. Deriva da palavra Tasso que é ordenar. Jesus ordenou a Pedro que lançasse a rede no lago de Genezaré. Bem sabia o mestre que nada haviam apanhado durante toda a noite, e que a experiência dos pescadores era inquestionável.

Mas, apesar da sabedoria adquirida ao longo da vida profissional daqueles pescadores, era preciso obedecer à voz de quem entendia de coisas não reveladas a todos, mas apenas a alguns escolhidos, ou dotados de dons espirituais.

Habilidades intelectuais, sinais da natureza, ou qualquer outro indicativo de boa pescaria foram sublimados pela palavra daquele que tem o controle de tudo em suas mãos. Jesus, por que possuía a plenitude do Espírito Santo, fez um mapeamento espiritual e concluiu que a grande quantidade de peixes viria, mas somente após ordenar  ao reino espiritual da maldade que cessasse toda atuação maligna.  E assim foi.

Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. (Lc 5.8)

Pedro errou o alvo e reconheceu. Todo seu entendimento de pescador perdeu a validade. Paulo, o apóstolo comissionado muito tempo depois desse episódio, registrou experiências que só os olhos do coração puderam enxergar:

As coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. (I Co 2.11). Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhes são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Porém, o homem espiritual julga todas as coisas. (I Co 2.14-15).Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais com espirituais. (I Co 2.13)

A sabedoria de Paulo que lhe foi útil para se mover no mundo veio de experiências espirituais. Ele foi elevado até o terceiro céu e lá viu coisas indizíveis. Presenciou o reino da luz e o das trevas. Isso lhe rendeu o conhecimento acerca do bem e do mal. E, ainda, recebeu divinamente orientações de combate ao reino da maldade.

Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações. ( I Co 4.5)

Grandes devem ter sido os comentários e as sentenças a respeito do que havia acontecido na noite em que nada pescaram, apesar de toda estratégia daqueles conhecedores de águas e peixes. Certamente esqueceram, ou não sabiam, que as coisas ocultas das trevas existem. Assim como o ar que respiramos, e tão certo como vive o Senhor, o mal existe. E é invocado pelos que fazem aliança com o deus deste século, que retira o conhecimento de Deus para que não resplandeça a luz do evangelho. (2 Co 4.4)

Jesus conferiu coisas espirituais da maldade com coisas espirituais da bondade. E não com palavras, mas em demonstração de poder. Ordenou que se tirassem o grande número de peixes da rede e assim cumpriu seu papel de servo do reino celeste. Cumpriu sem mais nem menos, somente porque era o Filho de Deus? Não. Mesmo sendo Filho, ele buscou poder no jejum, nas orações, na obediência a Deus Pai.

Ele, Jesus, nos dias de sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da sua piedade, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu. (Hb 5.7)

            A oração, juntamente com as outras armas espirituais, é o comando para se resolver qualquer conflito, pois a causa dos males procede do reino da maldade. E o efeito, claro, se revela no mundo físico.  Infelizmente, a humanidade quer resolver a partir do que vê com olhos físicos. Para resolver essa questão, Deus escolhe alguns para profetas e, assim, possibilitar a todos a atentar para as coisas que não se veem.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

13 - 11 - 2013     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|