Sê forte e corajoso, porque tu farás esse povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. (Josué 1.6)

                      Responsabilidade pesa sobre o ombro de quem recebe a incumbência de conduzir algo ou alguém ao lugar desejado. Ou até mesmo a uma vitória prometida. O que levou o coração de Josué a permanecer forte e corajoso?

Agora, pois, temei ao Senhor e servi-o com integridade e com fidelidade. Deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais. (Js 24.14)

            A coragem do líder que enfrentou rebeldia do povo, desobediência, transgressões e até descrédito nas promessas de conquista da terra prometida brotou do coração contrito, quebrantado. E não faltou o temor, que levou Josué a meditar dia e noite na Lei do Senhor, que restaura a alma.

 Deus veio para vos provar, e para que o seu temor esteja diante de vós, para que não pequeis. (Ex. 20.20)

            A fortaleza dos grandes líderes foi retirada do esforço em seguir a ordem divina e levar o povo a seguir. Não bastava o temor dele próprio. Todos deveriam ter o mesmo espírito, o mesmo parecer. Acã, por ter se apegado a coisas agradáveis aos seus olhos, tomou para si objetos da cidade condenada por Deus, cujos habitantes praticavam orgias a deuses da fertilidade e afrontavam a santidade do criador.

Não meterás, pois, coisa abominável em tua casa, para que não sejas amaldiçoado. (Dt 7.26). Ajuntarás todo o seu despojo e queimarás por oferta total ao Senhor. Também nada do que for condenado ficará em tua mão. (Dt 13.16 e 17)

            Pela falta de temor ao comando divino, Acã fez Israel perder a guerra contra Ai, no primeiro momento de avanço na grande jornada de peleja que o esperava. Certamente, os corações desfaleceram. A fé no Deus que abriu o Mar Vermelho e separou as águas do rio Jordão para a travessia a pé enxuto declinou, até que a resposta da derrota foi detectada pela voz que desceu dos céus a Josué. Todavia, primeiro, o líder rasgou suas vestes em sinal de humilhação a Deus. Passou um dia com o rosto prostrado em terra diante da Arca do Senhor. E Clamou:

Que direi, Senhor? Israel virou as costas diante de seus inimigos.
(Js 7.8).

            Deus respondeu prontamente ao clamor, mas somente depois da busca pela resposta: Israel pecou, e violaram a minha aliança, pois tomaram das coisas condenadas, porquanto Israel se fez condenado. (Js. 7-11, 12)

            Fazendo uma correlação doutrinária para os dias de hoje, o que são coisas condenadas que não devem permanecer em mãos santas ou no interior de lares que servem a Deus? São tudo que for oferecido a demônios para destruição de uma vida. Ou para preservar a lealdade ao deus que teme, por falta de conhecimento da verdade que liberta. E muitos se perdem, e ainda fazem outros se perderem por não conhecer o evangelho que transporta o ser da escuridão espiritual para o reino maravilhoso do amor de Cristo Jesus.

            A religião dos povos das cidades que Deus ordenou a destruição era regada a idolatrias, imoralidades e sacrifício dos próprios .

Porém, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei, hoje, a quem sirvais. Eu e minha casa serviremos ao Senhor. (Js. 24.15)

            Josué temeu ao Senhor e compreendeu que o cumprimento da promessa em conquistar toda terra que manava leite e mel passava pela obediência não só dele, mas de todo o povo que estava sob sua responsabilidade. Por isso  Já velho e prestes a ser recolhido para a eternidade, Josué lembrou ao povo que vitórias aconteceram, como também algumas derrotas pela falta de temor de muitos de seu povo. A palavra de Deus se cumpriu, sem uma sequer cair perdida no chão da história de conquista.

E vós bem sabeis de todo o vosso coração e de toda a vossa alma que nem uma só promessa caiu de todas as boas palavras que falou de vós o Senhor, vosso deus. Todas vos sobrevieram, nem uma delas falhou.

(Js. 23.14)

Por Auxilandia, pastora emCristo Jesus.

26 - 06 - 2014     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|