E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece.

 (Apocalipse 1:16)

 

Após a gloriosa subida aos céus, numa nuvem cercada por anjos, Jesus adentrou os portais eternos, assentou-se à direita do Pai. Entretanto, numa postura de cuidado para com os remidos por seu sangue, ele aparece com corpo glorificado a João, preso na ilha de Patmos por amor ao evangelho. Foi uma aparição que deixou o apóstolo maravilhado e o incumbiu da tarefa de escrever toda revelação para as futuras gerações.

 

E disseram-lhe eles: Mulher, por que choras? Ela lhes disse: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram. E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus. Disse-lhe Jesus: Mulher, por que choras? Quem buscas? Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: Senhor, se tu o levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei.

(João 20:13-15)

 

            Para Maria Madalena, Jesus apareceu com corpo ressuscitado, apenas, pois ainda estava na terra por ele criada. Com algumas funções espirituais, como atravessar a parede, e causando admiração, ele se apresentou como as primícias da ressureição e esperança para os que creram nas palavras de vida eterna. Maria o confundiu com o hortelão, até que ouviu dele a senha de reconhecimento:

 

Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, voltando-se, disse-lhe: Raboni, que quer dizer: Mestre.  (João 20:16)

 

         Quando atentou para a voz do Mestre, Maria confirmou o milagre da ressurreição.

João, além de ter visto Jesus ressurreto, pode contemplar o corpo da glorificação e atestar os atos de salvação reservados para a consumação dos séculos.  

Apocalipse descreve o resumo das ações divinas na batalha final entre o império da luz e o reino das trevas, com detalhes e com enigmas. E deixa claro quem é o vencedor: o cordeiro que tira o pecado do mundo, em sua forma exaltada, glorificada.

        

E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. (Cl 1.18)


 

                   Até a consumação dos séculos, a igreja representa a ação do Cristo encarnado, não se esquecendo de que é apenas corpo. Como tal, deve se submeter ao senhorio e comando do Espírito Santo, o consolador enviado por Jesus para abrir o caminho da verdade, do juízo e da justiça.

 

Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória. (Cl.3.4)

         Esperança garantida com aliança firmada com o sangue de Jesus. Ainda que a infidelidade alcance o coração do homem, Cristo permanece fiel na promessa de realização dos atos finais do processo da salvação. A vinda gloriosa do Filho exaltado será vista por todo olho. Todo joelho se dobrará e toda língua confessará o senhorio de Jesus Cristo.

 

Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo os perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. (Cl 3.12-14).


Necessário se faz mortificar a carne com virtudes que atraem a presença do Santo Espírito. Paulo afirma que o amor é o que liga alguma coisa à perfeição. Mas não é qualquer amor. É aquele descrito em 1 Coríntios 13, em que a pureza e a paciência elevam o sentimento ao padrão desejado por Deus.

 

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. (1 Co 13.7)

 


Sofrer, crer, esperar e suportar.  Ações possíveis somente com o amor derramado nos corações pelo próprio Deus a partir do abandono das veredas tortuosas. O acesso ao novo e vivo caminho com esperança da ressurreição ao soar da última trombeta passa pela confissão de Jesus como o Filho de Deus e pela aceitação de seu senhorio.

 

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

17 - 07 - 2014     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|