Porém ele lhe disse: Eis que há nesta cidade um homem de Deus, e homem honrado é; tudo quanto diz, sucede assim infalivelmente; vamo-nos agora lá; porventura nos mostrará o caminho que devemos seguir.

(I Sm 9.6)

Sempre que um objeto se perde, a procura é intensa até que as forças se esgotam. Saul recebeu de seu pai a incumbência de procurar as jumentas que haviam se extraviado. Depois de muita busca, e sem recursos de comunicação para acalmar o coração do velho pai, uma decisão deveria ser tomada: esquecer os animais e voltar de mãos vazias.

Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. (Mt 7.7 s)

            Em seus ensinamentos, Jesus registrou que é necessário pedir, buscar, bater. Envidar todos os esforços para se obter algo garante a conquista do prêmio.  Saul desistiu de sua tentativa. Mas o moço que o acompanhava alargou a visão e se lembrou do homem de Deus, do profeta, que poderia mostrar o que estava oculto e mudar a caminhada.

Subiram, pois, à cidade; e, vindo eles no meio da cidade, eis que Samuel lhes saiu ao encontro, para subir ao alto. Porque o Senhor revelara isto aos ouvidos de Samuel, um dia antes que Saul viesse. (I Sm 9.14)
            Somente Deus sabe o amanhã. Ele é o alfa, o ômega, o princípio, o fim. Ele é Senhor do tempo, dos acontecimentos.

A ideia do moço foi determinante para uma mudança radical da vida de Saul. Interessante é que todo percurso já estava escrito pelo dedo de Deus na agenda da eternidade. Porém, para se materializar foi necessária uma atitude no reino físico. Alguém consultou a Deus por meio do profeta.

E quanto às jumentas que há três dias se te perderam, não ocupes o teu coração com elas, porque já se acharam. E para quem é todo o desejo de Israel? Porventura não é para ti, e para toda a casa de teu pai?

(I Sm 9.20)


O profeta enviado de Deus tem a capacidade de ver o futuro. O presente e o passado são tempos conhecidos do reino das trevas. Porém o futuro, que somente ao Onisciente pertence, não é desvendado, a menos que seja transmitido pelo Espírito Santo.

No caso das jumentas, a revelação chegou ao homem de Deus. Certamente, Saul não duvidou, porque a unção que quebra o jugo desceu sobre Samuel e a dúvida foi dissipada. O que a humanidade procura num mundo que está se destruindo a cada instante? Bens materiais? Bens espirituais? Virtudes vindas de Deus ou vontades do próprio coração?

Saul, pelo conselho de um de seus moços, resolveu procurar a resposta de Deus para aquela perda.

Então Saul disse ao seu moço: Eis, porém, se lá formos, que levaremos então àquele homem? Porque o pão de nossos alforjes se acabou, e presente nenhum temos para levar ao homem de Deus; que temos? (I Sm 9.7)
Em Israel havia o costume de se levar presentes nas visitas, qualquer que fosse o objetivo delas. Saul se preocupou, pois não possuía nada, mas o moço, sempre prestativo, apresentou algo que resolveu a questão.

Vem a pergunta que deve pontuar o coração da humanidade: o que se tem para oferecer a Deus? Um talento, um dom, uma imposição de mãos, um louvor, uma oração, uma palavra de sabedoria, um recurso financeiro, uma coisa qualquer que sirva para edificação. Entretanto, talentos estão sendo enterrados, e vidas estão se perdendo, ou, simplesmente, deixando de se enquadrar no projeto de Deus.

Mas, se, quando o atalaia vir que vem a espada, não tocar a trombeta, e não for avisado o povo; se a espada vier e levar uma vida dentre eles, este tal foi levado na sua iniqüidade, mas o seu sangue demandarei da mão do atalaia. (Ez. 33.6)

Se o moço não avisasse Saul da existência do profeta, algo seria dele demandado. Ezequiel foi claro na determinação do papel do atalaia, aquele que vê e tem o dever de avisar.

Reflexão: procuremos, sempre, em Deus, respostas para todo e qualquer projeto.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

29 - 10 - 2014     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|