Bem aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. (Sl. 1)

            Conselho é palavra que vem do grego gnomer, derivado de gnosko, e traduz ideia de saber conhecer, perceber. Portanto, conselho é aquilo que é pensado, concebido na mente para ser transmitido a alguém ou a si próprio.

Antes o seu prazer está na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite. (Sl 1.2)

            Um ponto de vista, opinião ou parecer deve ser confrontado com as Santas Escrituras, como uma espécie de Lei Maior, de arcabouço jurídico, moral e ético para toda atitude. 

            O primeiro Salmo bíblico revela o manual prático de conduta que agrada o coração de Deus.

            Não andar no conselho dos ímpios principia a série de recados que torna o homem como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha. (Sl. 1. 3)

            Outro recado divino é não ter parte com escarnecedores. Escarnecer bem do grego empaizo e denota ideia de brincar como crianças, de tratar com desprezo.

            Jesus pediu que todos fossem como crianças. Não haveria, então, uma contradição com o conselho desse salmo? De modo nenhum. As Santas Escrituras são perfeitas e não há incompatibilidades nas partes reveladas por meio do Espírito da Verdade.

            Não guardar mágoas e está pronto a perdoar é o significado dado por Jesus quando apresentou crianças aos discípulos impacientes com a presença delas.

Pois o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá. (Sl.1,6)

            O ímpio, em termos bíblicos, é aquele que desafia as leis de Deus. É o incrédulo, o perverso e o que é irreverente para com Deus. É o que contraria as ordens divinas. É o que zombra, que brinca com sentimentos alheios e emite palavras de maldições, sem uma atitude prudente.

Bem aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; Bem aventurados os que choram, porque eles serão consolados; Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós. ¶ Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. (Mt 5).

         Os evangelhos descrevem o conselho eterno saído diretamente dos lábios do Filho de Deus, em sua carne, quando sofreu todas as tentações pelas quais passa a humanidade. Entretanto, venceu, não porque era Filho, mas porque aprendeu a obediência com os sofrimentos que vivenciou, para um dia ser glorificado e assentar-se à direita do Pai.

 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

(Mt 5.16)

         Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.
 

26 - 11 - 2014     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|