Com quem haveis de me comparar e a quem seria eu igual? Fala o Santo. (Is. 40.25)


            O exemplo de Jesus desafia a humanidade a viver obrigações espirituais por meio do serviço. O evangelho de Marcos narra sucintamente a ação do Filho de Deus no papel humano de servo sofredor anunciado por Isaías.

            Deus chamou a atenção do povo de Israel e revelou um atributo eterno de seu nome: santidade. Não há ninguém igual a ele. Da mesma forma, ele gerou o Filho Unigênito: misericordioso, santo, clemente, perdoador, justo.

            Aquele que expressa em número o exército das estrelas e a cada uma chama pelo nome: tal é a grandeza e força e poder de Deus que nenhuma delas falta à chamada. (Is. 40.26)

            Ao dizer para os discípulos que ele, Jesus, era um com o pai, a ideia que se forma na mente de qualquer um é de grandeza do Filho. Sim, foi grande, mas humilde. Foi poderoso, entretanto se compadeceu.

Sua mensagem amorosa que inclui pobres ao convívio seu, e a preocupação com os menos privilegiados fazem despertar a obrigação moral que a humanidade deve ter para com o próximo.

O Senhor é o Deus eterno que criou os confins da terra; ele não falha nem se cansa, insondável é sua sabedoria. (Is. 40.28)

Os primeiros discípulos cristãos aprenderam o sentido maior de missão. Com a experiência vinda do próprio Mestre Jesus, e a comunhão com ele, entenderam, entre medos e declínios momentâneos de fé, que a caminhada passa pela cruz de Cristo.

Há sofrimentos na vida cristã. Há alegrias também, apoiadas na fé que aponta para a ressurreição e glória eterna.

Cansam as crianças e param; os jovens tropeçam e caem. Mas os que esperam no Senhor renovam suas forças, criam asas como as águias, correm sem se cansar, caminham sem parar. (Is. 45.30)

            Renovar as forças traduz ideia de primeiramente perdê-las. Quando as forças vão embora, a esperança no Senhor faz brotar energia inspirada pelo próprio Espírito. Deve-se, sempre, denunciar as questões sociais desprovidas de misericórdia. O poder, o dinheiro, o consumismo, a exploração, a indiferença para com a necessidade do outro, a feitiçaria tão combatida pela Bíblia, a maldade invocada pelos corações em trevas são a causa de todos os males.

            O cristão deve ter momentos de reflexão para se colocar como um intercessor. Para reparar as brechas. Para colocar a serviço os dons dados pelo Espírito Santo e combater o mal com as armas poderosas em Deus com o intuito de quebrar sofismas, destruir fortalezas malignas e incentivar a busca das coisas lá do alto.

Cada um fique na vocação para a qual foi chamado. (I Co 7.20)

            Foi chamado a ser cristão? O bom é permanecer cristão nos detalhes práticos da vida.  Moisés ensinou em Deuteronômio que o mandamento de Deus não está demasiadamente alto e nem demasiadamente longe do homem (Dt 30.11-4). E nem são penosos, lembrou o apóstolo João.

            Somente com a ajuda do Espírito Santo podemos interpretar a palavra de Deus disposta nas Santas Escrituras, nos sonhos proféticos, nas revelações e visões, nas profecias e no discernimento.

            A comunhão com Deus mediante a oração, o jejum e a meditação diária da Bíblia gera a sabedoria, que é o dom do Espírito necessário para se compreender a atuação do mal e se preparar para vencê-lo.

            O dom da fortaleza é também uma dádiva do Pai por meio do Santo Espírito. Há momentos difíceis na vida e situações extremas em que se faz necessário a busca por forças. O cristão resplandece, então, diante das fraquezas, com forças que por ele próprio nunca viriam. Consegue viver momentos de tribulação e ainda se doar em prol do outro.

Levantai os olhos ao alto e vede: quem criou tudo isso? (Is. 40.26)

            A natureza criada revela o poder que emana do Pai, infunde no Filho, comunica ao Espírito e desce como livramento ao cristão que faz parte da geração que busca a face de Deus.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

27 - 05 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|