Esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz (Ef. 4.3)

            Paz vem do hebraico Shalom e traduz ideia de completude, bem estar, saúde, tranquilidade, descanso.

            Shalom foi tão importante no Antigo Testamento como é hoje em Israel. Atualmente, o cumprimento em terras israelitas envolve a pergunta: Qual é a sua paz e de sua família?

            A raiz da palavra significa estar saudável.

            O profeta Isaías relatou sobre a vinda terrena do Príncipe da Paz. Em sua temporada como aquele que foi feito menor que anjos, Jesus enfatizou, no Sermão da Montanha, as bem aventuranças para quem semeia a paz.

            O título de Filho de Deus é dado aos que se esforçam diligentemente por preservar a unidade do Espírito Santo no vínculo da paz.

            Pacífico sou, mas em eu falando, eles já estão em guerra. (Sl 120.7)

            Entretanto, não é fácil viver em paz. O salmista sentiu na pele a guerra travada para manter um ambiente tranquilo e buscar Deus em sua plenitude.

            Por isso, Paulo alertou que andar no Espírito é não satisfazer os desejos da carne e observar a luta que há diariamente para que não se faça o que é do querer humano.

Orai pela paz de Jerusalém (Sl. 122.6)

            Nenhuma virtude vem automaticamente ao coração. É preciso buscar a paz por meio da oração e do jejum. Satanás, o adversário da criação divina é astuto. Trabalha de geração a geração para implantar contendas entre a humanidade.

            Setas malignas de provocações e preocupações são lançadas e arrancam o estado harmonioso da mente. Os que firmam aliança com as trevas conhecem bem o que faz afastar um crente de seu propósito: coração turbulento pela ausência de harmonia. E invoca a tempestade em forma de contendas, discórdias, dissenções.

Paz haverá sobre Israel. (Sl 125.5)

            Abrir a boca e profetizar paz em cada ambiente é arma que combate a falta dela.

Graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. (Ef. 1.2)

Paulo, em suas saudações, incluía sempre a palavra Shalom.

Sendo os caminhos do homem agradáveis ao Senhor, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele. (Pv 16.17)

            Na prática, o que são caminhos agradáveis a Deus? Simples, mas exige disciplina, porque o reino dos céus é tomado por esforço.

            É preciso levar uma vida de jejum, oração e estudo sistemático da Palavra. Sem essa base, não há caminho agradável. Na carne bem nenhum habita. Por isso, o Espírito é que fortalece o corpo.

            Deus sempre vai avisar por sonhos e revelações o laço de contenda armado por espíritos malignos roubadores da paz. A atenção aos sonhos, profecias, revelações e sinais externos deve ser direcionada para busca do reforço espiritual.

E farei com eles uma aliança de paz, e será uma aliança perpétua. (Ez.37.26)

            O reinado do Messias exaltado e glorificado será estabelecido na vinda gloriosa aguardada pelos que o receberam como o Senhor e Salvador. Por isso, a igreja diz: Maranata, vem Senhor Jesus, estabelecer a tua paz!

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

 

03 - 09 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|