Disse, pois, a Judá: Edifiquemos estas cidades e cerquemo-las de muros, torres, portas e ferrolhos, enquanto a terra ainda está quieta diante de nós, pois buscamos ao Senhor, nosso Deus; buscamo-lo e deu-nos repouso em redor. Edificaram, pois e prosperaram.
(2 Crônicas 14.7)

 

                Israel teve reis bons e tementes a Deus. Asa foi um deles. Fez o que era reto aos olhos de Deus. Andou em seus caminhos e não se desviou nem pra direita, nem pra esquerda.

 

Porque tirou os altares dos deuses estranhos e os altos, e quebrou as estátuas. E mandou a Judá que buscassem ao Senhor, Deus de seus pais, e que observassem a lei e o mandamento (2Cr 14.3.-4).

 

                Mesmo trabalhando na obra de Deus, obedecendo a voz do Senhor na prática, Asa encontrou inimigos que cercaram a cidade e a atacaram.

                O exército do inimigo contou com um milhão de homens e trezentos carros contra trezentos mil de Judá. Como vencer uma batalha com tamanha desigualdade?

       

Asa clamou ao Senhor, seu Deus, e disse: Senhor, nada para ti é ajudar, quer o poderoso quer o de nenhuma força; ajuda-nos, pois, Senhor, nosso Deus, porque em ti confiamos e no teu nome viemos contra esta multidão; Senhor, tu és o nosso Deus, não prevaleça contra ti o homem. (2 Cr 14.11)

       

                Como Asa, Timóteo ensina que antes de tudo deve-se fazer oração por todos. O rei não pensou em aumentar seu exército. Até porque não teria como. Ele foi à batalha em Maressa, no Vale de Zefatá, e logo clamou a Deus com fé.

       

        E o Senhor feriu os etíopes diante de Asa e diante de Judá; e fugiram os etíopes. (2 Cr 14.12)

       

                O inimigo se levantou. Mas caiu por terra. A oração atraiu os anjos guerreiros da luz e dissipou o exército envolto em trevas. Os servos de Deus venceram. Não pela força deles, mas pelo poder que desceu do céu.

                Quando a calmaria está presente, é sinal de buscar o reforço para em tempo oportuno encontrar socorro divino.

                Asa construiu a cidade enquanto tudo estava tranquilo à sua volta. Pouco depois houve invasão dos inimigos.

                É assim na vida dos fiéis a Deus. Há investidas malignas constantes nos tempos de paz. E, por essa razão, é preciso buscar diante do primeiro sinal de guerra.

Asa e o povo que estava com ele os perseguiram até Gerar, e caíram tantos dos etíopes, que já não havia neles vigor algum; porque foram quebrantados diante do Senhor e diante do seu exército; e levaram dali mui grande despojo. (2 Cr. 14.13)

                A oração preparou a vitória com louvor. Grande despojo foi realizado e o nome do Senhor dos Exércitos, do Santo de Israel foi glorificado entre as tropas inimigas.

                Asa aboliu a idolatria e renovou pacto com o Senhor diante de todo povo de Judá. Deus enviou Azarias para entregar uma mensagem que deveria ser gravada no coração do povo e do rei:

O Senhor está convosco enquanto vós estais com ele; se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes, vos deixará.
( 2 Cr.15.2)

Por Auxilandia, pastora em Cristo.

19 - 11 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|