Levantai-vos, ó mulheres, que viveis despreocupadamente, e ouvi a minha voz. (Is.32.9)

 

                É vontade soberana do Pai celeste que a alegria seja a virtude motivadora da vida. Sim, festas e risos são sombras de coisas celestes, de som do céu.

            Entretanto, o deus deste século tem o prazer de destruir a ordem criadora de Deus.

            É papel do inimigo das almas lançar setas de tristezas, enfermidades, destruições em geral.

            Vós, filhas, que estais confiantes, inclinai os ouvidos às minhas palavras. (Is. 32.9)

            Em tempos de sinais de ataques do maligno, uma ordem é dada e a responsabilidade espiritual requerida.

            Isaías foi chamado como profeta que enviou mensagens de esperança e de alerta. A terra estava quieta, repousando em paz, aparentemente.

            E as mulheres de Jerusalém quietas, confiantes, sem visão espiritual. Algo estava sendo forjado no reino da maldadel contra a paz. E elas caminhando, rindo, brincando.

            Nenhum problema é detecado com ações de alegria. Isso vem de Deus. O erro que traz consequências trágicas está na distração quando Deus avisa que o perigo foi arquitetado no reino espiritual.

            Nesta hora, todo cuidado é pouco. É preciso buscar estratégias de oração e de jejum para vencer as hostes infernais.

            A obediência atrai a bênção. Mas a maldição encontra pouso quando há causa. Buscar socorro divino no Trono da Graça para obter favor em tempo oportuno é a garantia que o Espírito lá do alto será derramado sobre a terra.

            O meu povo habitará em moradas de paz, em moradas bem seguras e em lugares quietos e tranquilos. (Is. 32.18)

            Shalom é a palavra hebraica usada para descrever a paz, a completude, a perfeição e a saúde.

            Ter paz é estar saudável. A paz traz a saúde, a longevidade e a alegria.

            Pacífico sou, mas, em eu falando, já eles estão em guerra.

(Sl. 120.7)

 

            Lugar de paz acontece quando o Espírito é enviado a consolar. Uma vez buscado, ele se apresenta como guia de tudo que representa verdade, justiça e juízo.

            O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre. (Is 32.17)

            Vale a pena ouvir a voz de Deus e se levantar como guerreiros da luz. É preciso compreender que  tudo referente às coisas espirituais passa pela busca, humilhação diante do Todo Poderoso.

            Tremei, mulheres que viveis despreocupamente; turbai-vos, vós que estais confiantes. Despi-vos, e ponde-vos desnudas, e cingi com panos de sacos os lombos. (Is 32,11)          

 

            No antigo Israel, a forma visível de se humilhar consistia em tirar as roupas festivais ou rotineiras e se vestir de panos de sacos. Esse ato profético era comum para exteriorizar o arrependimento e a busca por milagres.

            Quando o temor vinha sobre a coração e a presença do vivo Deus era invocada, a resposta era imediata:

            O juízo habitará no deserto, e a justiça morará no pomar.

(Is. 32.16)

            As promessas divinas são, sempre, de valores que a sociedade busca para que a paz seja mantida.

            Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

17 - 12 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|