Tomai sobre vós o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus. (Ef. 6.17)

            O conflito espiritual é realidade pra todos, independente da religião. O que difere na vida pessoal é a arma utilizada para vencer. Ou simplesmente para sucumbir.

            Paulo foi até o terceiro céu e presenciou algo desconhecido para a humanidade até que o próprio Espírito o conduziu a escrever sobre as armas espirituais poderosas em Deus para o combate diário que se trava nas regiões celestes e atinge o reino físico.

            Com toda oração e súplica, orando o tempo todo no Espírito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseverança e súplica, por todos os santos. (Ef. 6.18)

            Orar vem do grego euchomai e traduz ideia de rogar, pedir, clamar a ajuda de alguém. Suplicar está no campo semântico de implorar, pedir para ser desculpado.

            O apóstolo ensina aos irmãos de Éfeso que não somente pedir, mas insistir em pedir para si e por todo e tudo é a direção para receber do alto a ajuda na guerra diária.

            Mas se Deus é onisciente e sabe de todas as coisas, que sentido faz pedir algo que ele já sabe que precisamos?

            Essa pergunta cabe na lógica humana. Porém, no plano eterno de Deus, ele deixou registrado nas Santas Escrituras que é necessário que deixe diante dele em súplicas e orações todas as necessidades.

            Parece incoerência. Um Deus Poderoso e Eterno necessitar de pedidos para agir. Mais do que uma lei espiritual, a oração é a base do relacionamento com ele.

            A salvação por meio do Filho Jesus Cristo traz em si um leque de atitudes humanas necessárias a confirmação dessa graça. O salvo passa a depender de Deus em todas as áreas da vida.

            Tomando o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.( Ef. 6.15)

            Sem fé é ipossível agradar a Deus. Tudo foi criado pela Palavra que produz vida. Acreditar nisso é se transportar para a eternidade e visualizar a criação a partir do nada.

            A fé é arma básica para sair do campo do inimigo e comemorar a vitória no tempo oportuno. Sem ela, um abismo chama outro e promove a queda que paralisa.

            Salvação vem do grego soteria e denota libertação, preservação. No sentido biblico, é o livramento eterno e espiritual doado pela graça divina aos que aceitam, pela fé, o sacrifício vicário de Jesus.

            Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permancer firmes contra as ciladas do Diabo.

            Aquele que crer que Jesus é o Filho de Deus Ressurreto e Senhor da vida, é agraciado com a salvação e não passa pela segunda morte.

            O maligno, conhecedor do plano da salvação elaborado antes da fundação do mundo, não se cansa de arrebanhar filhos das trevas para o seu reino. Por isso, Jesus advertiu: ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura.

            Calçando os pés com a preparação do evangeho da paz. (Ef. 6.15)

            Somente  o evangelho de Jesus Cristo tem o poder de transportar o perdido da potestade de Satanás para o reino do amor de Deus.

            E isso é importante para que a paz reine na terra. Os aliançados com as trevas invocam a maldade e atraem a destruição. É do Diabo a tarefa de matar, roubar e destruir. Como ele é espírito, a materialização se faz com homens e mulheres sem a mente recriada segundo a verdade e justiça de Deus.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

 
 

 

 

 

 
 

24 - 12 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|