Faze-me justiça, Senhor, pois tenho andado na minha integridade e confio no Senhor, sem vacilar. (Sl. 26)

 

            A palavra fiel vem do grego pistos e traduz ideia de alguém que é de confiança. Também pode ser definida como alguém que crer, confia e não se desespera em meio à adversidade.

            O rei Davi registrou  apelo do justo em salmos que descreveram situações de angústia, porém ressaltou a importância de se permanecer fiel a Deus.

            Lavo as mãos na inocência e, assim, andarei, Senhor, ao redor do teu altar, para entoar, com voz alta, os louvores e proclamar as tuas maravilhas todas. (Sl. 26.6)

            Nada mais do que deixar pra lá certas situações angustiantes. Essa foi a estratégia de Davi, que  permaceu crendo na justiça divina e entendeu que há momentos que somente a espera acalma o coração.

            Mas uma espera em quem pode fazer algo. E uma fidelidade inabalável, tendo a Palavra de vida gravada na tábua do coração.

            Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas, por esta mesma razão, me foi concedida misericórdia, para que, em mim, o principal, evidenciasse Jesus Cristo e sua completa longanimidade, e servisse eu de modelo a quantos hão de crer nele para a vida eterna. ( 1 Tm 1.15-16.)

            Pelo evangelho, Paulo chegou a ter cadeias nas mãos e aprendeu a sofrer na esperança de ver cumprida, nele, a promessa de salvação eterna.

            No fim de sua carreira, ele expressa que o bom combate havia se realizado, e a fé guardada.

            Sou grato para com aquele que me fortaleceu, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me considerou fiel, designando-me para o ministério, a mim, que, noutro tempo, era blasfemo, e perseguidor, e insolente. Mas obtive misericórida, pois o fiz na ignorância, na incredulidade. ( 1 Tm 1.12)

            Mesmo que sejamos infiéis, Deus é fiel, pois não muda e não há nele sombra de variação. O amor eterno do Pai sempre atrairá, com cordas de afeição, os trabalhadores que na jornada se cansaram.

            Ele não perde nenhum, pois o maligno não tem o poder de resgatar de sua mão os que em Cristo Jesus se refugiam.

            Estas coisas diz aquele que tem a espada afiada de dois gumes: conheço o lugar em que habitas, onde está o trono de Satanás, e que conservas o meu nome e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha testemunha, meu fiel, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita. ( Ap.13)

            Forte esta palavra, que traz nas entrelinhas o significado maior de fidelidade. Habitando no local do trono do inimigo do homem, houve aquele que guardou a fé e até morreu por amor à palavra da salvação.

            Habitar onde Satanás habita é sinônimo de viver nos ambientes do roubo, da destruição e da morte.  Contudo, há a vida que Jesus trouxe, e nela há esperança e redenção.

            Permanecer fiel tem suas vantagens eternas. Tudo nessa vida passa, mas a Palavra de salvação permanece de eternidade a eternidade.

            Como Paulo expressou: se a nossa felicidade for apenas nessa vida, somos os mais infelizes desse mundo!

            Permanecer fiel é a meta de todo cristão para adentrar os portais eternos. E, nesta terra, a justiça é feita no tempo de Deus.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

31 - 12 - 2015     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|