Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir. (Jr.1.12)


                        Aprendemos a amar Deus pelas providências que chegam ao universo. A palavra dele não falha. Isaías afirma que ela cumpre o objetivo para qual ela foi enviada.

                        Jeremias foi chamado ao ministério profético ainda jovem. Precisou ouvir do próprio Deus a certeza de que o anúncio que saísse de sua boca se cumpriria. Ouviu claramente que promessas são cumpridas.

                        Pois tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio. (2 Co 1:20)

                        Amém significa aprovar, concordar, anuir. E aquilo que Deus concorda, quem pode contrariar?

Porque o SENHOR dos Exércitos o determinou; quem o invalidará? E a sua mão está estendida; quem pois a fará voltar atrás? (Is. 14.27)

                        Jesus foi mais além. Ele acalmou o coração dos discípulos quando disse que céus e terra podem passar, mas a palavra da verdade jamais se perde.

                        Quem tem promessas? Todos. A Bíblia é repleta de promessas que se aplicam a quem crer. Mas existe uma palavra que foi pessoalmente dirigida a alguém pelo ministério profético, que se revela por profecias, sonhos e visões.

                        Deve-se fazer algo para que o cumprimento seja garantido? Não. Será cumprido. O que se deve praticar é o jejum e a oração para que os impedimentos sejam retirados e o curso da vida siga tranquilamente.

                        Satanás passa a conhecer os sonhos de Deus quando ele é revelado. Então, trabalha dia e noite para que não se cumpra. O primeiro trabalho dele é retirar a fé na promessa. É lançar dúvida quanto ao cumprimento dela.

                        Sem fé, a promessa fica perdida. E o engano de Satanás chega sorrateiramente. A bênção é entregue, mas a alegria de ter sido fiel na espera se perde. E nada pode superar a alegria do Senhor, que é a força de cada um.

Deus não é homem para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele dito, não o fará? Ou, havendo falado não o cumprirá? (Num. 23.19)

                        O Deus da bondade e fonte da vida tem prazer em nos abençoar, sempre e rápido. Mas há uma hoste da maldade que trabalha dia e noite de forma estratégica. Daniel foi informado pelo anjo Gabriel dessa batalha que se formou nos ares.

E ele prosseguiu: "Não tenha medo, Daniel. Desde o primeiro dia em que você decidiu buscar entendimento e humilhar-se diante do seu Deus, suas palavras foram ouvidas, e eu vim em resposta a elas. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias. Então Miguel, um dos príncipes supremos, veio em minha ajuda, pois eu fui impedido de prosseguir ali com os reis da Pérsia. (Dn. 10.12-13).
Orações e jejuns de Daniel foram necessários para que a guerra fosse vencida. É um mistério que aprouve a Deus não nos revelar, mas ele age mediante nosso clamor, súplica, jejuns e obediência à palavra dele.

        Um Deus poderoso não poderia destruir os inimigos espirituais que se levantam contra seus ungidos? Deus pode tudo. Mas ele, como soberano, escolheu uma forma de agir. E não nos deixou enganados. A Bíblia, o manual de conduta, deixa claro que é necessário levar uma vida de consagração para que as castas sejam repreendidas.

Então ele me disse: "Você sabe por que vim? Vou ter que voltar para lutar contra o príncipe da Pérsia, e, logo que eu for, chegará o príncipe da Grécia; mas antes lhe revelarei o que está escrito no Livro da Verdade. E nessa luta ninguém me ajuda contra eles, senão Miguel, o príncipe de vocês. (Dn 10.20)

A guerra espiritual continua até que Cristo volte. Parar de buscar é entregar-se nas mãos dos inimigos.

Busquemos socorro nele, para que possamos está bem quando o cumprimento da promessa se realizar.

Por Auxilandia, pastora em Cristo.

14 - 01 - 2016     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|