E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou.

(Gn 1.27)

 

            Muitas são as teorias que descrevem a origem do homem. Descendência de macacos, de seres que já passaram por outras vidas e tantas transmissões de ideias a respeito de quem é e de onde veio a humanidade não passam de suposições.

            Moisés relatou o passo a passo da criação do homem. Pó foi a matéria prima usada pelo criador. Sopro de Deus foi o que fez o homem alma vivente.

Mas todos nós, que com a face descoberta contemplamos, como por meio de um material espelhado, a glória do Senhor, conforme a sua imagem estamos sendo transformados com glória crescente, na mesma imagem que vem do Senhor, que é o Espírito. (2 Co 3.18)

            É possível Deus formar alguém no ventre de sua mãe com uma natureza ruim e outo com boa índole? Não. Ele não faz acepção de pessoas.

  Embora a imagem e semelhança que ele imprimiu no relato da criação tenha se perdido com a queda do homem, Jesus veio para resgatar a divina semente plantada no coração.

Vós sois o sal da terra; (Mt 5.13)

 É Deus quem forma perfeita a criança no ventre da mãe. Sem distúrbios, sem enfermidades. Tudo que Deus faz é bom e perfeito.

Mas, como a terra geme aguardando a redenção, setas malignas são enviadas e essa imagem sofre distorção. O Espírito é o penhor para o dia da salvação. Ele ensina a resgatar a imagem perfeita que recebemos no ventre da mãe.

Adão deixou o legado do pecado. Por isso, todos nascem sob o pecado. Mas não com natureza ruim ou boa. Cabe a cada família indicar à criança o caminho que se deve andar.

Para ser sal da terra, como ensinou Jesus aos discípulos, é preciso combater o bom combate para vencer as hostes infernais que tentam ofuscar a imagem determinada por Deus.

O papel do tentador é produzir morte, roubo e destruição na imagem e semelhança impressa no caráter da humanidade.

Por essa razão, ser sal da terra vai além de temperar comportamentos. Ser sal da terra passa pela busca de armas poderosas para transpor as obras malignas que desvirtuam o comportamento humano.

Quem é você? Você é a imagem e semelhança de Deus. Foi feito para glória dele. Para vencer o pecado com a posse do resultado da obra redentora do calvário.

Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. (1 Pe 2.5)
Essa é a palavra que desce do Trono da Graça a respeito de quem é você:  Pedras vivas, sacerdócio santo, nação eleita, filhos da promessa, geração que busca a face de Deus, filhos de Abraão, amigos de Deus, ministro do evangelho, embaixador do reino de Deus, servo de Jesus Cristo.

Porém, não basta firmar aliança com Cristo e entender que esse título é recebido automaticamente. É preciso buscar nele todas as coisas, pois o querer e o efetuar vem de Deus.

Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu testemunho de boa confissão, que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Tm 6.13)

Ser cristão é viver sempre num buscar de forma estratégica. Ouvindo o que o Espírito diz às igrejas e se conformando com suas mensagens. Para tanto, guardar a palavra da verdade é o comando norteador de quem é quem nesta terra.

Seguir padrões de ensinamentos terrenos caracteriza o homem natural, que nada vai agradar a Deus.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

04 - 02 - 2016     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|