O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para que eu saiba dizer palavras de conforto à pessoa abatida; ele me desperta cada manhã e me desperta o ouvido para que ouça como aqueles que aprendem. (Is. 50.4)

 

         Despertar vem do hebraico ur e traduz ideia de acordar para uma ação. Ouvir Deus falar e não agir conforme sua ordenança resulta em destruição.

         Há um projeto de Deus a ser executado na vida de cada ser humano. Estar em sintonia com esse projeto envolve uma ação responsável de ouvir e obedecer.

         É preciso saber falar. Dizer palavras de conforto à pessoa abatida pelas lutas e falta de recursos que a levam ao abandono de um projeto.

 

Desperta, desperta, Débora, desperta, desperta, entoa um cântico. (Jz5.12)

 

         Débora foi juíza do povo de Israel e enfrentou inimigos terríveis. Venceu quando ouviu de Deus a palavra que levaria a vitória. Agiu conforme o mandamento divino.

Mas foi preciso despertar, praticar estratégias recebidas do Trono divino.

        

Levanta-te, Senhor, na tua ira; exalta-te por causa do furor dos meus opressores; e desperta por mim, para o juízo que ordenaste. (Sl 7.6)

 

         Davi confiantemente conversou com Deus como se ele fosse homem e precisasse levantar para fazer algo. Errado? Não. Certíssimo a conversa que ele levou com seu ajudador.

         Para Davi, que desenvolvia uma intimidade forte com o Santo de Israel, Deus era a fonte de sua esperança, e por isso a ação divina foi idealizada por ele como um despertar.

         O importante na batalha da vida que se trava, a cada amanhecer, é despertar para ouvir Deus e transmitir palavras de conforto.

 

Mas o Senhor Deus é meu auxiliador, por isso não me deixarei abater o ânimo, conservei o meu rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado. (Is. 50, 8)

 

         O profeta Isaias, pelo Espírito Santo, compreendeu que despertar não é tão simples assim. É preciso lutar para que o ânimo não desfaleça e os opressores percam terreno.

Ter esperança é requisito para fazer o despertar acontecer.

         Esperança em Deus e não nas próprias forças garante a exaltação que vem dos céus.

        

E por isso Jesus Cristo é Senhor na glória de Deus pai. (Fl 2.11)

 

         Jesus foi morto e crucificado para remissão dos pecados da humanidade que o recebe como Senhor.  Ao terceiro dia, foi despertado do sono da morte física pelo Pai Eteno. A morte não o deteve.

 

         Aquele que crer em sua ressurreição não sofrerá o dano da segunda morte. Será despertado para adentrar os portais eternos e participará das bodas do Cordeiro na eternidade.

 

         O servo fiel não permanece no desânimo em meio às perseguições e retaliações do reino das trevas. Quando o mal invade o ser, ele pede ajuda de intercessores e prossegue para o alvo, para a soberana vontade de Deus.

 

Por amor de Sião não me calarei, por amor de Jerusalém não descansarei, enquanto não surgir nela, como um luzeiro, a justiça. (Is. 62)

 

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

 

08 - 09 - 2016     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|