O Senhor é alto refúgio para o oprimido, refúgio nas horas de tribulação

(Sl 9. 9)

A vitória na batalha leva o adorador a louvar o nome do Senhor dos Exércitos. E se os olhos naturais não perceberem o agir de Deus? O louvor deve permanecer nos lábios.

           

Porque sustentas o meu direito e a minha causa; no trono te assentas e julgas retamente. ( Sl. 9.4)

 

            A perpetuidade do justo governo é um atributo inerente à essência de Deus.  Por isso, em meio a lutas, tristezas, alegrias, festas e luto o louvor é bem vindo para ser fonte de vitórias.

 

Quanto aos inimigos, estão consumados, suas ruínas são perpétuas, arrastastes as suas cidades, até a sua memória pereceu. (Sl. 9.6)

 

            O Apóstolo Paulo ensina que inimigos não são pessoas. Elas são instrumentos usados pela hoste da maldade. A guerra que se trava contra pessoas tem origem espiritual.

            Principados, potestades e espíritos malignos formam  uma nuvem de trevas e procuram brechas em seres humanos que não ocupam a mente com as coisas do alto.

Resultado da falta da busca pelo caráter de Jesus é base de manipulação por Satanás e causa das destruições.

            Mas em meio às possibilidades de se causar o mal, há sempre a intervenção divina:  jejum, oração, leitura da Palavra de Deus e esperança num novo dia vitorioso.

Viver conectado com valores espirituais da bondade atrai a glória de Deus e afasta os inimigos.

            O homem perverso é vaso utilizado nas mãos do maligno ao negar a existência de Deus. E é brecha para atrair as obras do mal.

Satanás não tem autorização para agir. Porém, quando há invocação pelos perversos, as trevas invadem a terra e provocam as lutas entre o bem e o mal.

 

Mas o Senhor permanece no seu trono eternamente, trono que erigiu para julgar. (Sl. 9.7)

 

A vitória sobre os inimigos não vem de estratégia terrena.

 

Jesus prometeu enviar o Consolador e cumpriu a promessa. O Espírito Santo fornece o planejamento para vencer o dia mau.

 

Em ti, pois, confiam os que conhecem o teu nome, porque tu, Senhor, não desamparas os que te buscam. (Sl 9.10)

Confiar é esperar no comando divino e permanecer firme na fé em Cristo Jesus, até que ele desça sobre as nuvens e implante o governo eterno sobre os que professam seu nome.

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

28 - 12 - 2016     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|