A ti, Senhor, levanto a minha alma. Deus meu, em ti confio; não me deixes confundido, nem que meus inimigos triunfem sobre mim. ( Sl.25)

 

Dias difíceis para o rei Davi, que nos salmos expôs sua queixa a Deus. Perseguições, falta de recursos, enfermidades e lutas na alma. Cenário pouco animador.

Mas uma coisa Davi fez: rogou a Deus que o livrasse dos inimigos e lhe perdoasse os pecados.

Complicado para a alma inquieta entender que há um Deus quando a dor invade o peito. Se Deus existe, porque não atende de pronto a súplica do contrito de coração?

 

Guia-me na tua verdade e ensina-me; pois tu és o Deus da minha salvação. Por ti espero todos os dias. ( Sl.25.5)

 

Em meio ao caos, Davi pediu sabedoria a Deus. A inteligência humana não comporta sofrimentos com a existência de Deus. Onde ele está quando o ser humano se encontra no mais profundo abismo da dor?

 

Os meus olhos estão continuamente no Senhor, pois ele tirará os meus pés da rede. ( Sl. 25.15)

 

Ele está nas moradas eternas. Mas habita com o contrito de coração. O quebrantado de coração encontra esperança nas palavras de vida eterna.

Só o Senhor acalma a tempestade que se forma com ventos do norte e do sul no coração.

O sofredor doente sente-se abandonado e sozinho. Mesmo que o Espírito Santo habite no ser e o espírito tenha recebido o penhor para o dia da salvação eterna, há um vazio.

Normal desejar a morte no meio de um tormento de dor. Jó desejou, Jeremias também. E quantos profetas e grandes homens da Bíblia desejaram ter seus nomes apagados da terra? Muitos.

Mas o dono da vida sopra o vento que faz reviver ossos secos. E a dor é sublimada pela esperança de um novo dia.

 

Olha para os meus inimigos, pois se vão multiplicando e me aborrecem com ódio cruel.  (Sl. 25.19)

Davi pediu, clamou, gritou, chorou. Esperou no Senhor com paciência. E ainda pediu pelo seu povo:

Redime, ó Deus, a Israel de todas a suas angústias. (sl. 25.22).

Quando estamos na angústia, nosso coração se vota a Deus e atua como intercessor.

Jó é exemplo do ser humano que chegou ao limite do sofrimento. Recebeu do próprio Deus a restituição das perdas.

 

Bendito seja o Senhor porque ouviu a voz das minhas súplicas. (Sl. 28.6)

 

Deus ouve e responde à sua criação. Entretanto, o sofrimento não permite ouvir a voz, muitas vezes.

A dor sufoca a esperança. Mesmo assim, Deus cuida, sempre.

O Senhor dará força ao seu povo; o Senhor abençoará o seu povo com paz. ( Sl.29.11)

 

Por Auxilandia, pastora em Cristo Jesus.

15 - 02 - 2017     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|