Transformados pela provação

 

Pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna (2 Cor 4.17)

 

                   O trabalho do forjador envolve fundir e refinar. O material refinado é usado para produzir o produto final.

                  

Pois tu, ó Deus, nos provaste; tu nos afinaste como se afina a prata.

 (Sl.66.10)

        

         O salmista descreveu a experiência de Israel com a provação vinda de Deus. Os que são purificados são os que invocam seu nome e recebem os benefícios da aliança.

 

         Paulo relatou os sofrimentos como um meio para se obter o produto final do processo da salvação: a glória eterna que há de ser revelada na vinda de Cristo.

 

 

         Jesus aprendeu a obediência pelos sofrimentos que teve, não por ter sido filho encarnado, explicou o escritor do livro de Hebreus.

        

E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e purificará os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata; então ao Senhor trarão oferta em justiça. (Ml 3.2)

       Deus não é o autor dos males enviados.  Mas como o vaso que se quebra nas mãos de um oleiro, ele refaz o vaso e transforma pelas circunstâncias num vaso novo, restaurado e de honra.

 

         Por trás de cada problema, Deus apresenta uma solução. Um propósito eterno sempre é revelado em meio ao sofrimento.

 

         Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse;
Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

(1 Pd 4.12 e 13)

 

 

Enfrentam-se batalhas diárias. Como entender o processo da provação? O inimigo arma ciliadas o tempo todo. Deus provê o livramento de forma que se possa suportar a tentação.


        
A provação sempre vai aproximar o ser humano de Deus. E a resposta final desse processo é a produção de virtudes que são desenvolvidas pelo Espírito Santo.

 

         O crisol é para a prata, e o forno para o ouro; mas o Senhor é quem prova os corações. (Pv. 17.3)

 


Deus é o autor do tempo. O passado, o presente e o futuro pertencem a ele. Então ele prova os corações  para que saibamos quem somos diante das adversidades. Ele sabe quem somos e como atuaremos diante das tentações e provações.

 


      Diante de tanto sofrimento, Jó subiu degraus na espiritualidade. Ele aprendeu a buscar resposta e recebeu de Deus perguntas que o levaram ao amadurecimento emocional.

        

 

Por Auxilandia. Pastora em Cristo Jesus.

Mail de 2019     

 
  Voltar para índice de mensagens
|- - IEMB - Design: João Batista A.P - Igreja Evangélica Missionaria Brasileira- Leia a Bíblia, ouça a voz de Deus - Ministério: Pr. João Nogueira Pimenta -|